Você está em
Você está em  

Hermes Pardini - Medicina, saúde e bem-estar

Com que frequência devemos ir ao consultório médico?


Fonte: Revista Encontro

 

 

Você costuma ir ao médico com frequência ou apenas quando apresenta sintomas de alguma doença? O simples ato de ir ao consultório de um especialista pode ajudar a prevenir e, mesmo, curar certas condições.

Segundo o médico do trabalho Aier Adriano Costa, do aplicativo Docway, a grande maioria da população não tem o costume de cuidar da saúde. "As pessoas têm o hábito de se automedicar ou procurar uma solução rápida para o problema com familiares, vizinhos e até no Google. O que acontece, é que isso pode acarretar um problema sério posteriormente", comenta o especialista.

Ainda conforme o médico, check-ups são muito importantes, mas poucos são os que mantêm este hábito. Tal acompanhamento é necessário para avaliar como está o funcionamento do corpo do paciente e, em caso de enfermidades, tratá-las o mais breve possível. "Algumas doenças são insidiosas e só apresentam sintomas relevantes quando já estão em estágio avançado. O costume de consultar um médico não apenas quando se está doente faz muito bem para a saúde e para uma boa qualidade de vida", diz Aier Costa.

Mas, afinal de contas, com que frequência devemos ir ao médico? A verdade é que cada idade exige uma certa quantidade de consultas. Abaixo, o especialista esclarece essa questão, levando em conta os diferentes perfis de público:

Crianças
Após a saída do hospital, caso esteja tudo bem com o recém-nascido, a primeira visita deve acontecer até o 15º dia de vida, esclarece Aier. Passado esse período, as consultas devem ser feitas aos 2, 4, 6, 9 e 12 meses. Em pequenos, o pediatra deve ser consultado para o acompanhamento do bebê aos 15, 18, 21 e 24 meses. A partir daí, o médico alerta que é necessário verificar o peso e a estatura a cada seis meses até os 5 anos de vida e, depois, anualmente entre 6 e 18 anos. "Obviamente, se o paciente apresentar alguma doença ou quaisquer alterações ao longo do acompanhamento, essa periodicidade pode sofrer alterações", diz.

Grávidas
Elas devem procurar o médico assim que tiverem o diagnóstico de gravidez ou mesmo na suspeita, para iniciar o acompanhamento da gestação ou pré-natal. Até o sexto mês, as visitas ao obstetra devem ser mensais, orienta o especialista. Depois disso, podem ocorrer de 15 em 15 dias, de acordo com o decorrer da gestação. "Caso a gestante venha a sentir algo diferente, deve procurar imediatamente o médico", orienta.

Adultos
Devem realizar um check-up com todos os exames necessários uma vez ao ano, caso não possuam nenhum problema já diagnosticado de saúde. "Exames de audição e de visão devem ser feitos a partir dos 40 anos, ou antes, caso existam queixas pertinentes". Os diagnósticos específicos, ginecológicos e urológicos, por exemplo, como mamografias, ultrassonografias e exame de toque, devem ser realizados na periodicidade recomendada por cada especialidade e de acordo com as idades dos pacientes.

Idosos
Se estão saudáveis, podem seguir a mesma recomendação dos adultos e ir apenas uma vez por ano. Mas, se apresentam alguma doença, devem consultar o médico com a frequência determinada pelo profissional, explica Aier Costa.

 

Central de Relacionamento com o Cliente e Atendimento domiciliar:

(31) 3228-6200

Seg a sex - 6h às 20h
(imagem: 7h às 20h)

Sáb, dom e feriados - 6h às 18h
(Imagem: 7h às 18h)

 

Whatsapp:

Análises clínicas, vacinas, diagnóstico por imagem, consultas médicas e laboratórios conveniados:

(31) 98498-8968

Seg a sex - 8h às 18h

 

Central de Apoio a Parceiros:

(31) 3228-1800

Seg a sex - 7h às 19h
Sáb - 7h às 14h

Novidades

Receba as novidades do Hermes Pardini no seu email.